Nossas Miniaturas!

O nosso projeto todo está sendo criado de forma artesanal e minuciosa. Os nossos livros, serão costurados à mão… Assim como nós escolhemos com cuidado cada palavrinha para cada conto.
Durante o nosso caminho encontramos parceiros que se encantaram com nosso trabalho e retribuíram com sua própria arte também!

Sequence 01.Still002
A Equipe Cabide é um desses parceiros. Criaram com toda sua delicadeza miniaturas em caixinhas de fósforo imã… inspiradas e contando a estória de nossos contos! As primeiras caixinhas feitas  vieram de  “Não Tire a Boina para Comer”, do Caio. Há um pergaminho, por cima, enroladinho com o conto datilografado em máquina de escrever e , por dentro, a miniatura…

Sequence 01.Still003
Essas miniaturas são presentes, parte da ação de divulgação que estamos fazendo semanalmente e também vão compor os arranjos de brindes no Catarse. Fique atento às datas das ações em nossa fanpage e ao início do financiamento colaborativo.

E se encante.

Nossos Primeiros Marca Páginas!

Nós como artistas e escritores que somos adoramos a leitura e os acessórios dela!
O Antônio Lopes, da nossa parceríssima Impulso Visual, inspirado em um de nossos micro-continhos, criou com toda sua sensibilidade uma ilustra e o nosso primeiro marca páginas!

Durante essa etapa o marca-páginas é nossa forma de divulgar o nosso projeto. Há um outro modelo maravilhoso que virá logo mais… Os marca-páginas vão compor os nossos arranjos de brindes e recompensas pela colaboração financeira no Catarse!

Toda semana estamos realizando uma ação de divulgação! Onde um integrante de toda equipe vai até algum lugar da cidade e presenteia alguém com um marca-página e mais uma outra delicadeza artesanal, que é surpresa!

marca páginas

Criança à Flor da Pele

Viver com Bolha no Pé era Comum 

Eu sou do tempo em que o mertiolate era o maior inimigo do homem.
Caio Kim

Criança à Flor da Pele

É isso aí! ‘Criança à Flor da Pele’ é o título de nosso primeiro livro.

A inspiração do título veio da canção ‘Verbos à Flor da Pele’ do compositor Marcelo Yuka.

O verso,

“é preciso plantar
no chão do céu da boca
verbos à flor da pele”

nos diz sobre o quão importante e necessário é transformar o quê nos está à flor da pele em linguagem, tanto a dor quanto o prazer. A música trata das emoções da luta do movimento social pelo direito à terra, para trabalhar e viver, dos trabalhadores do Movimento Sem Terra.

Para nós, Tassi e Caio, escritores do Encanto em Conto, esse sentido está presente também em nossa relação com a escrita. Pois uma característica muito forte nossa é escrever através de uma lógica e sensibilidade, próprias de criança, que observa e narra situações de um mundo adulto – com uma linguagem adulta, inclusive. É a nossa criança à flor da pele que transborda nas linhas que escrevemos!

O nosso livro está sendo preparado com todo o cuidado, será confeccionado artesanalmente pela Editora Impulso Visual, que tem sido também nossa parceira nessa caminhada toda de tornar realidade o nosso sonho. Será uma coletânea de contos e poesias, ilustrada por Francis de Cristo e Antonio Lopes.

O financiamento da publicação será colaborativo através da plataforma de crowdfunding Catarse. Funciona assim: nós preparamos uma série de brindes e recompensas que compõe pacotes, com valores e combinações distintas para colaboração financeira. O próprio livro, em uma ou mais unidades, faz parte desses arranjos. Ou seja, você adquire o livro e/ou outros itens promocionais, como marca-páginas e brindes artesanais feitos com carinho pela Cabide, ao mesmo tempo em que torna possível a concretização deles próprios. Assim que lançado no Catarse nós teremos 60 dias para alcançar o valor necessário e o período que escolhemos é novembro e dezembro de 2014!

Acompanhe nosso trabalho! Semanalmente (ou quando a dureza da rotina permite) nós publicamos micro-contos em nossa coluna no Portal da Rádio Banda B!

Avante e resistência à literatura!

Confira aqui a canção do Yuka!

Entre em contato com a gente! 😉